Jornais australianos virão com cópias do Criador de Criaturas

O Criador de Criaturas do Spore não foi lançado na Austrália, assim como no Brasil. Mas, por lá, a EA está fazendo uma parceria com alguns jornais para distribuir a edição completa do jogo para os assinantes ou compradores nas bancas.

A partir de 2 de agosto, assinantes dos jornais Saturday Daily Telegraph e do Herald Sun vão receber cópias do Criador de Criaturas em casa. Será possível comprar uma cópia do jogo nas bancas ao comprar o Herald Sun e um cupom de $2 dólares australianos.

Anúncio oficial da pré-venda de Spore para Mac

Games Press:

TransGaming anuncia o início da pré-venda de SPORE para Mac no site GameTree Online (www.gametreeonline.com/ea/spore/), o portal de distribuição digital de jogos para Mac.

O lançamento de SPORE para Mac em 7 de setembro de 2008, o novo videogame do criador de THE SIMS, Will Wright, marca uma nova era para jogos no Mac ao redor do mundo, e GameTree Online vai tornar mais fácil do que nunca para os usuários do Mac comprarem e aproveitarem o jogo. TransGaming expandiu seu relacionamento com a EA, a maior distribuidora de jogos do mundo, para permitir portabilidade com o Mac e oferecer uma estratégia de distribuição global para a franquia de SPORE no Mac. O portal de distribuição digital da GameTree Online complementa os negócios da Portabilidade Cider da TransGaming, que permite que distribuidoras, como a EA, usem uma solução simples para permitir que seus jogos rodem no Mac. TransGaming permitiu que o Criador de Criaturas do SPORE fosse lançado para o Mac, e ele também está disponível para seus clientes no GameTree Online imediatamente! Usuários do Mac em qualquer lugar podem aproveitar a mais nova criação de Will Wright em www.gametreeonline.com/ea/spore.

The Tyee: falando com o deus de Spore

The Tyee:

“Eu tive a sorte de ter tido sucessos o suficiente para que a EA não se importasse com minhas ideias malucas. Eles apenas acreditaram em mim. Eu disse para o time executivo ‘eu tenho esse ótimo jogo, powers of 10, conteúdo personalizado, bla bla bla’. Eles nem quiseram saber do que eu estava falando, só me disseram ‘Faça’”.

“O desafio foi com meu time. Com Spore, eu trouxe dez membros chave e disse a eles o que nós faríamos. Passou por gêneros, conteúdo personalizado a cada estágio, animação processual… parecia muita coisa. Eles olharam e me falaram que estava louco. Para mim, esse é o trabalho — convencer o time que a gente podia fazer isso. Eles deram uma de advogados do diabo, tinham muito feedback, e nós guiamos o desgin através desse processo”.