Você não vai conseguir visitar todos os planetas de No Man’s Sky

no-mans-sky

No Man’s Sky, o jogo de exploração de planetas para PC e PlayStation 4 anunciado em dezembro passado, terá 18 quintiliões de planetas. Isso quer dizer, em outras palavras, que você não vai conseguir visitar, nunca, todos os planetas do jogo.

Sean Murray, co-fundador do estúdio e desenvolvedor do jogo, disse ao IGN que são exatamente 18.446.744.073.709.551.616 de planetas existentes em No Man’s Sky, e que é necessário 7.32 bilhões de pessoas, visitando um planeta por segundo, desde o seu nascimento até a sua morte, para conseguir explorar todos os planetas que No Man’s Sky possuirá.

Com lançamento ainda indefinido, No Man’s Sky é um jogo de exploração de planetas que gera seu conteúdo processualmente, utilizando com muitas bases as mesmas tecnologias que trouxeram vida aos planetas de Spore há seis anos (mas, claro, melhoradas). Desenvolvido pela Hello Games, só é sabido que o jogo será lançado para computadores e para o PlayStation 4.

Nove Anos!

Esporo, 9 anos

É isso mesmo pessoal, hoje o Esporo faz nove anos. Feliz aniversário pra nós :D

Criado exatamente em 9 de agosto de 2005, no Blogger, depois de eu ter lido esse artigo sobre Spore na GameSpot, o Esporo veio pra suprir uma necessidade que eu próprio tinha: um lugar no Brasil pra saber mais sobre o jogo. Na época, aquele projeto feio e imprevisível que o Will Wright em pessoa apresentou na GDC, era o meu maior sonho. Seria lançado em algum momento de 2006 ou 2007, e durante todos esses anos ele continua sendo o meu xodó.

Nove anos depois, e onde o Esporo está? Nós somos o principal site ainda ativo sobre o jogo em língua portuguesa, principalmente agora que o site oficial brasileiro saiu do ar. Eu ainda estou recuperando os arquivos de notícia de 2006-2008, mas estamos progredindo com velocidade. Também, estamos cobrindo os principais anúncios do novo The Sims 4 e nos focado em comentar jogos que se assemelham ao Spore, como The UniversimNo Man’s SkyReprisal Universe, além de, claro, sempre comentar o que está havendo nos Sporums.

Nós realmente esperamos ter todo o arquivo pronto para o nosso aniversário de dez anos (eu achei um backup antigo do site no SkyDrive, que deve me ajudar a progredir bastante), e talvez a gente até reabra o fórum, se descobrirmos uma comunidade brasileira que ainda se dispõe a discutir o jogo :)

Feliz aniversário Esporo! Você é muito importante para nós! Que venham mais nove anos, e muitos outros anos, pra estarmos sempre aqui!

Requisitos mínimos para The Sims 4 foram anunciados

Arte de capa de The Sims 4.

A limpa e linda arte de capa do novo The Sims.

O site TheSims.com foi atualizado hoje com uma nova resposta para a pergunta quais os requisitos mínimos de sistema no PC para The Sims 4 com, finalmente, os requisitos oficiais:

  • Conexão com a internet obrigatória na hora de ativar o produto.
  • Sistema Operacional: Windows XP (SP3), Windows Vista (SP2), Windows 7 (SP1), Windows 8 ou Windows 8.1.
  • Processador: Intel Core 2 Duo de 1.8 GHz; AMD Athlon 64 Dual Core 4000+ ou equivalentes (para computadores com placas de vídeo integradas, o jogo requer Intel Core 2 Duo de 2.0 GHz, AMD Turion 64 X2 TL-62 de 2.0 GHz ou equivalentes).
  • Memória RAM: Ao menos 2 GB de memória.
  • Disco rígido: 9 GB de espaço livre, com ao menos 1 GB adicional para o download de conteúdo e armazenamento de jogos salvos.
  • DVD-ROM: unidade de leitura de DVD apenas necessária para instalação.
  • Placa de vídeo: 128 MB de memória dedicada com suporte a Pixel Shader 3.0. Placas de vídeo suportadas:
    • NVIDIA GeForce 6600 ou superior;
    • ATI Radeon X1300 ou superior;
    • Intel GMA X4500 ou superior.
  • Placa de som: compatível com DirectX 9.0c.
  • Periféricos: teclado e mouse.

Baixe a Coleção Definitiva de The Sims 2 de graça!

Quem aqui não passou madrugadas inteiras maltratando um Sim no seu lar doce lar num dos melhores jogos já inventados? The Sims 2 fez dez anos em 2014 e a Electronic Arts está encerrando o suporte ao jogo. O que fazer? Lançar o The Sims 4 é pouco, ela está dando a Coleção Definitiva de The Sims 2 de graça, pra todo o mundo, até o dia 31 de julho.

Coleção Definitiva do The Sims 2

Que saudade desse pessoal <3

Para resgatar seu presente, abra o cliente da Origin, vá em Código de Resgate de Produto e digite I-LOVE-THE-SIMS. O jogo vai aparecer na sua biblioteca. Daí é só baixar (os 12GB mais saborosos de toda sua vida). Vale lembrar que a Coleção Definitiva, como chama essa edição do The Sims 2, vem com TODO o conteúdo do jogo, mais TODAS as OITO as expansões (Vida de Universitário, Vida Noturna, Aberto para Negócios, Bichos de Estimação, Quatro Estações, Bon Voyage, Tempo Livre e Vida de Apartamento) mais TODAS as NOVE coleções de objetos (Festa de Natal, Diversão em Família, Glamour, Celebrações, H&M Fashion, Estilo Teen, Cozinhas & Banheiros, Lar IKEA e Mansões & Jardins). É muito conteúdo pra você morrer de felicidade.

A notícia veio depois do anúncio do fim do suporte oficial ao jogo e que todos aqueles que haviam comprado ele pela Origin estariam recebendo a Coleção Definitiva de graça nas suas contas. Como The Sims 2 é de 2004, bem antes da Origin, é quase impossível pra EA poder retribuir o favor para aqueles que compraram o jogo físico nesses anos todos. Como resolver o problema então? Não duvido que muitos emails pedindo para a EA presentear eles por possuírem a cópia física dessa vez. Então aí está a solução da empresa. Presentear todo o mundo (eu, como um possuidor de uma cópia física do meu queridíssimo jogo de 2004 — que por sinal o disco tá tão arranhado que não roda mais — fico muito feliz).

Lançado em 2004, The Sims 2 foi a primeira grande sequência para o já clássico jogo de 2000. Pela primeira vez, os Sims eram vistos em 3D e o jogo apresentava transições temporais, lembranças e desejos. O jogo foi um sucesso (é o jogo para PC mais vendido de todos os tempos) e aclamado pela crítica. Hoje, com uma continuação nas lojas e outra prestes a ser lançada, The Sims 2 é visto com excelentes olhos pela comunidade que sente falta da mecânica engraçada em que tudo era possível. The Sims 3, lindo e em mundo aberto, não possui as versatilidades e, principalmente, a diversão do anterior. E The Sims 4, com o corte de recursos já anunciado, parece seguir um caminho semelhante.