GameSpot: Primeiras impressões de Spore

GameSpot:

Nossa prévia foi breve, mas foi o suficiente para nos dar uma boa impressão do quão Spore maneja tornar a ação da fase de Civilização em uma experiência de estratégia familiar e acessível, e nós pudemos perceber como as complexidades do jogo podem interagir. O jogo roda confortavelmente, e o navegador de criações é muito fácil de usar. Nosso apetite está pronto para mais brincadeiras no Spore. Em duas semanas nós estaremos na E3 trazendo muito novo conteúdo, e você pode apostar que terá muito mais Spore até lá.

IGN: Prévia do Estágio de Civilização do Spore

IGN:

A estratégia no modo de civilização é construir veículos para capturar fontes de especiarias, que dão dinheiro para que você possa melhorar sua cidade e construir mais veículos. Cada cidade tem um número limitado de espaços para se construir, então você precisa decidir que tipo de edifício construir, e isso vai definir a sua estratégia. Por exemplo, fábricas vão permitir que você construa veículos mais rapidamente. Dominar outras cidades pode ser feito de maneiras diferentes. Existe o modo militar, em que veículos destroem os oponentes. Mas também há o método espiritual de conversão, que é basicamente levar suas unidades para a fronteira de outra cidade e começar a exibir propaganda. No caso de Spore, é uma versão holográfica gigante de sua criatura.

Kotaku: Prévia de Spore

Kotaku:

Minha preocupação, depois de assistir a demonstração em Leipzig no ano passado, era de que o jogo não poderia exceder as expectativas das suas ferramentas de criação espetaculares que são uma parte integral de Spore. Eu estava preocupado de que o jogo seria mais uma série de joguinhos colados um ao lado do outro, e não um jogo em si.

Meu tempo com o jogo fez questão de ver que minhas preocupações não são necessárias.