Rumor: recursos online de Spore podem ser cobrados

Eu sou pobre, vou admitir. Eu não gosto quando jogos com recursos online cobram uma mensalidade por esses recursos, considerando que você já pagou pelo jogo. Eu espero que isso não aconteça com Spore, mas nessa entrevista ao GameSpot o presidente da EA Games, Frank Gibeau, talvez esteja pensando nisso:

Gibeau indicou que Spore talvez não seja totalmente de graça. Ele disse que os recursos online do jogo poderiam ser uma “oportunidade” para uma fluxo de renda contínua”. Ele não elaborou se esse fluxo seria através de micro-transações, anúncios dentro do jogo, assinaturas, ou uma combinação dessas três técnicas.

Fortune Magaine: Spore será o melhor jogo do ano

Fortune Magazine:

Se você ainda não ouviu falar de Spore, você vai. Embora não vá ser lançado antes do meio do ano, Spore já é o jogo mais aguardado de 2008 — ele recebeu mais de meia dúzia de prêmios da crítica antes mesmo de ser lançado. Isso é, em parte, devido à reputação de seu criador. Will Wright, um dos game designers mais famosos e bem sucedidos. Começando em 1989, com o seu inovador SimCity e seguindo com títulos como SimEarth, SimAnt, SimLife e SimFarm, a franquia de simulação de Wright já gerou mais de 2.5 bilhões de dólares em receita. Seu maior sucesso, The Sims, é um dos jogos de computador mais bem vendidos de todos os tempos.

Eles publicaram um vídeo também.

Sporepédia estará disponível no navegador

GameSpot:

Não espere que o aspecto online de Spore seja limitado apenas ao jogo, porque os criadores querem expandir para o seu navegador. Embora nenhun anúncio específico tenha sido feito, está claro que a equipe deseja desenvolver uma variedade de badges e links que podem ser compartilhados em blogs e fóruns para mostrar suas criações do Spore. É claro que, com tanto incentivo para o conteúdo criado por usuários, ele apresenta uma proposta interessante para os criadores de The Sims. Com tantos pacotes de expansão e coleções de objetos ajudando o jogo anterior a ser um dos mais vendidos de todos os tempos, os jogadores podem esperar essa espécie de suporte ao Spore? O que a Maxis sugere é que, ao invés de criar mais conteúdo para o Spore, o estúdio pretende desenvolver mais ferramentas de criação para que os jogadores criem. Seja como for, a EA acredita que esse é o início de uma franquia, e o jogo parece forte o suficiente para finalmente ser lançado.

Novas informações sobre as habilidades de criaturas

Essa prévia do bit.tech confirma algumas suposições que a gente já tinha sobre como vai funcionar o Criador de Criaturas (como parece ser o nome oficial dos editores).

Pelo visto, as habilidades de suas criaturas vão depender das peças que você adiciona. Por exemplo, espinhos vão permitir que você corra e ataque outras criaturas. Espinhos melhores vão oferecer mais danos, mas custam mais DNA.

A prévia menciona que existem asas no editor, mas não menciona se isso significa que é possível voar na fase da Criatura. Eu acredito que asas vão melhorar seu salto, mas não significa que você vai poder voar de uma ponta à outra do mundo. Deve ter um limite pra fase ser bem balanceada. O mesmo vale pra nadadeiras: não acho que é possível ir de um continente ao outro nadando.